Arquivo do mês: maio 2012

Sem Glúten e sem lactose no Verdemar

Na semana passada, estivemos no supermercado Verdemar do Buritis para fazer algumas compras e fotografar as caixas de leite de baixa lactose que mostrei no post anterior. Qual grata não foi a minha surpresa ao descobrir que o Verdemar dispõe de uma linha especial de produtos de fabricação própria Sem Glúten e também Sem Lactose.

A linha é chamada de Sem Glúten, mas ela contém alguns produtos sem lactose e também sem glúten e sem lactose ao mesmo tempo. Na prateleira havia bolo de mandioca, bolo indiano e esse rocambole de goiabada que também é diet.

O preço é um pouco salgado. Mas esta também não é uma opção para se fazer todos os dias. Mas sim, de vez em quando, para matar a vontade de comer algo diferente, pois são bolos um pouco complicados de fazer em casa. Rocambole é BEM complicado de fazer em casa.

Para quem é de Belo Horizonte, fica a dica!

Anúncios

De olho no leite de soja

Opção é o que não falta para quem precisa tomar leite de soja. Aqui em Belo Horizonte, a melhor relação custo-benefício está com a marca Yoki – Mais Vita.

Com preços variando entre R$2,69 e R$4,20, o Yoki Original é rico em vitaminas e em cálcio. Meu marido acha o sabor de baunilha muito acentuado, mas batido com frutas como vitamina, acho que até que combina. A Yoki dispõe também do Yoki Pura Soja, para uso culinário, que pode ser usado no fogão, sem acentuar tanto o gosto de soja, além de ter menos calorias que a versão original.

O leite de soja top de linha continua sendo o Ades.

O Ades é uma delícia e a linha original tem uma quantidade boa de sabores. Porém, com preços variando entre R$3,89 e R$6,25, o Ades só entra no meu carrinho de compras quando algum supermercado faz promoção. O Ades também é rico em cálcio e vitaminas.

Também no quesito rico em cálcio, tem o Nestlé Sollys.


O Nestlé Sollys tem ainda mais cálcio que o Ades e o Yoki e preços entre R$3,29 e R$4,20. Experimentei somente o sabor laranja (leite de soja mais suco de fruta) e o gosto não me agradou. Não tive coragem de provar o sabor Original.

Ainda entre os leites de soja enriquecidos com cálcio, está o Soy Olvebra.

O problema é que o Soy Olvebra é dificílimo de encontrar. Por isso, não tive oportunidade de experimentá-lo.

Aproveitando este nicho de mercado, mais duas marcas lançaram leites de soja. A Sococo e a Cemil.


Talvez empolgadas com a possibilidade de abocanhar esta fatia do mercado, estas empresas esqueceram de acrescentar cálcio em seus produtos… Ou seja, mata a vontade de tomar leite, mas não resolve a falta de cálcio! Que mancada!

Pimenta-biquinho


A pimenta biquinho faz parte do grupo das pimentas aromáticas, ou de-cheiro. Pode ser encontrada em sacolões e supermercados in natura e, principalmente, conservada em água e vinagre. Ainda não há análise nutricional específica da pimenta-biquinho, mas tomando como comparação as outras pimentas tipo vermelhas-doces, podemos considerar que ela seja rica em sódio, fósforo, magnésio, cálcio, o betacaroteno (pró-vitamina A) e a vitamina C.

Comi pimenta-biquinho pela primeira vez em um bar aqui em BH. No começo, fiquei desconfiada da proposta da garçonete, mas quando chegaram as pimentinhas, caramelizadas, acompanhando um prato de carne… Hum, a boca enche d’água até hoje. Desde então, sempre que aparece a oportunidade, acrescentamos a pimenta-biquinho em algumas receitas. Agora, passamos a preparar conservas, para poder apreciar esta iguaria em saladas, molhos, etc.

Conserva de Pimenta-biquinho
Ingredientes
200 ml de vinagre branco
200 ml de cachaça
1 colher de sopa de açúcar
1 colher de chá de sal (opcional)
Pimentas selecionadas
Modo de preparo: Prepare uma calda com vinagre, cachaça, sal e açúcar, e leve essa mistura para ferver por 2 minutos. Branqueie as pimentas: coloque-as na água fervente e deixe-as ferver por cerca de 20 segundos. Retire-as da água e, imediatamente, transfira para um recipiente com água gelada. Em seguida, acondicione as pimentas em um vidro esterilizado e conclua com a calda quente por cima; se quiser enriquecer o sabor, acrescente à conserva dentes de alho ou cebola. Tampe o vidro e leve-o ao fogo, com a boca virada para baixo, em uma panela com água e uma flanela por baixo do vidro até ferver. Tire da água e somente depois leve a esfriar, para que o vidro não estoure. Deixe a conserva descansar, por uma semana, antes de começar a comer as pimentas. Com o passar do tempo, a pimenta-biquinho da conserva vai ficando cada vez mais macia e mais doce. Ótima para petiscos, saladas e o seu paladar quiser experimentar.

O poderoso suco

A laranja é rica em vitamina C, possuindo também uma boa quantidade de vitaminas A e do complexo B. A couve é muito rica em minerais (cálcio, ferro e fósforo) e vitaminas (A, complexo B e C). A beterraba é rica em açúcar, proteínas, vitamina A, B1, B2, B5, C, potássio, sódio, fósforo, cálcio, zinco, ferro e manganês. Por que não juntar isso tudo num suco poderoso e nutritivo?


Suco de laranja, couve e beterraba
Ingredientes
4 laranjas pêra-rio ou bahia
1/2 folha de couve
1 beterraba pequena ou meia beterraba média
Açúcar ou mel a gosto
Modo de fazer – Passar a beterraba e couve na centrífuga ou no liquidificador que tenha filtro. Misturar com o o suco das laranjas. Adoçar a gosto.

Geralmente, eu completo essa mistura com um copo de água, porque o suco tem um sabor acentuado. Se preferir, vale ajustar a quantidade de couve e beterraba de acordo com o seu paladar. Também vale colocar umas folhinhas de hortelã, ou lasquinhas de gengibre, para dar um toque pessoal.

Bom apetite!