Arquivo do mês: março 2012

Lactose nos adoçantes em pó

Reproduzo aqui um post que fiz no www.oblognovodalu.blogspot.com.br, meu blog pessoal, pois acho o assunto importante, além de mostrar a necessidade da leitura dos rótulos daquilo que estamos comendo.

Descobri, para a minha surpresa, que adoçantes em pó tem lactose. A lactose é um tipo de açúcar e ajuda o adoçante a dissolver mais fácil. Resolvi, então, entrar em contato com duas empresas produtoras de adoçantes: A Hypermarcas que faz o Finn, e a Linea que tem sua marca própria de adoçante.

Abaixo, a minha mensagem e as respostas que recebi.
___________________________________________________
De: Luciana
Enviada em: quarta-feira, 7 de dezembro de 2011 22:44

Mensagem: Gostaria de saber se a lactose está presente como ingrediente do adoçante finn sucralose em pó. Se sim, qual a quantidade de lactose por porção.
__________________________________________________
Sheila Cristina Vidal to Luciana

Sra. Luciana, bom dia!
Obrigada por nos contatar.
No Adoçante pó, tem Lactose. No Adoçante líquido não tem Lactose nem Frutose. Referente as quantidades, informamos que estas informações são confidenciais, para saber sobre indicação de uso, sugerimos que consulte seu médico.
Ficamos a sua disposição para esclarecimentos.

Hypermarcas
SAC Consumo
Telefone: 0800 011 11 45
falecom-consumo@hypermarcas.com.br
_____________________________________________________

Informações do chamado :
Chamado: 342
Abertura: 07/12/2011 – 18:22
Descrição:
Nome: Luciana Rodrigues d Anunciação
Cidade: Belo Horizonte / Estado: MG

Gostaria de saber a quantidade de lactose presente em cada porção do adoçante em pó Linea Sucralose
Solicitante: Luciana Rodrigues
Data de término :-
Previsão término :09/12/2011 – 08:55
Mensagem do atendente :
Caso o consumidor tenha intolerância a lactose, não seria aconselhável o uso, por isso que temos o Adoçante Zucrin Pó, que não tem lactose, ele tem maltodextrina, pessoas intolerantes podem fazer o uso.
_____________________________________________

A melhor solução, já indicada pelos médicos e pela nutricionista, é a Stevia, que é bastante cara e costuma ter um gosto residual um pouco amargo. Por enquanto, fico com o açúcar light, que não tem lactose e adoça do mesmo jeito, apesar de ter 20 calorias por colher de chá.

Anúncios

O Dilema do Onívoro

Livro O Dilema do Onívoro

Neste post, faço uma dica de leitura: o livro ‘O Dilema do Onívoro’, do escritor e jornalista norte-americano Michael Pollan. A obra, uma mistura de reportagem, ensaio e depoimento pessoal, mostra a trajetória dos alimentos que ingerimos, desde o plantio até chegar aos nossos pratos, destacando a dependência dos EUA do milho, base da indústria de alimentos processados naquele país. O autor acompanha a produção industrial do milho, a produção de alimentos orgânicos e realiza uma pequena jornada para produzir uma refeição com alimentos obtidos através da caça e coleta. Além de desmistificar o que está por trás dos saborosos fast-foods e da qualidade dos produtos orgânicos, o ‘O Dilema do Onívoro’ propõe uma reflexão sobre as escolhas mais adequadas e possíveis para uma alimentação potencialmente saudável.

Pollan é colaborador da New York Times Magazine, professor de jornalismo na University of California, Berkeley (onde dirige o Programa de Jornalismo Científico e Ambiental), e autor de artigos e livros polêmicos sobre a indústria alimentar. A pesquisa para a realização de ‘O Dilema do Onívoro’ durou cinco anos.

Apesar do tema árido, a leitura é deliciosa e a reflexão muito necessária. Depois de ‘O Dilema do Onívoro’, difícil ver, e comer, fast-foods e comida processada do mesmo jeito.

Cookies de Aveia Sem Lactose

Desde que comecei a reeducação alimentar, passei a fazer estes cookies, como uma opção saudável e barata de lanche para o meio da manhã e o fim da tarde. Com a intolerância à lactose, fiz algumas alterações e é a receita já alterada que posto aqui.

Cookies de Aveia Sem Lactose
Ingredientes
– Uma xícara de farinha
– Duas xícaras de aveia
– Uma xícara de açúcar
– Uma colher de sobremesa de fermento químico em pó
– Meia xícara de creme vegetal (Soya ou Becel)
– Dois ovos
– Uma colher de café de essência de baunilha
– Canela a gosto.
Modo de fazer: Misture os ingredientes secos. Acrescente os ovos e o creme vegetal. Misture até resultar numa massa homogênea. Com essa base, acrescente o complemento de sua preferência –
cacau em pó, uvas passas, frutas cristalizadas, frutas desidratadas, chocolate granulado sem lactose ou gotas de chocolate sem lactose. Faça biscoitos do tamanho que preferir com a ajuda de uma colher.
Se quiser, pode trocar uma xícara de aveia por outro cereal – quinua, linhaça moída, farinha
integral. Também pode acrescentar amendoim ou castanhas moídas, na mistura seca.

Forre o tabuleiro com papel manteiga, coloque os biscoitos e leve ao forno pré-aquecido. Asse
por cerca de 20 minutos à temperatura de 220º, ou até ficarem corados. O ponto de tirar é quando os
biscoitos já estiverem bem corados na parte de baixo.

A dupla dinâmica: Vitamina D e Cálcio

Desde novembro do ano passado, quando descobrir ter Intolerância à Lactose (IL), tive que ficar ainda mais atenta com minha alimentação. Não adianta simplesmente cortar o leite e derivados. É preciso observar outras fontes prováveis (biscoitos industrializados) e improváveis (adoçantes em pó) de lactose, além de aumentar a ingestão de outras fontes alimentares de cálcio e de vitamina D, que fixa o cálcio no organismo.

Como nem mesmo a nutricionista forneceu orientação suficiente sobre o que, quanto e quando deveria comer Cálcio + Vitamina D, acabei encontrando esta tabela (no link abaixo), que aponta várias fontes de Cálcio e Vitamina D, para acrescentarmos no nosso esquema alimentar.

Clica aí e confira fontes alimentares de Vitamina D e Cálcio –> Cálcio e Vitamina D

Espero que essa informação seja tão útil para vocês, quanto foi para mim. E já vou avisando, pão integral (sem lactose) com pasta de grão de bico pela manhã é muito gostoso!