Arquivo do mês: fevereiro 2013

Um ano de Jeito Saudável

torta_de_cumpleanos_de_1_anoO wordpress me lembrou que já este blog está fazendo um ano! Passou tão rápido! Compartilhar minhas experiências, minhas receitas, divulgar produtos e dicas tem sido muito importante para mim. E espero que para vocês também.feliz_aniversarioConviver com a Intolerância à Lactose não é um bicho de sete cabeças. E levar a vida de um jeito mais saudável só traz benefícios!

Anúncios

Enfim eu tomei Lactase

lactase1Eventualmente, alguém que tem Intolerância à Lactose me perguntava: “Por que você não toma lactase?”. Por vários motivos:

– Não via necessidade, pois já havia aprendido à lidar com a IL;

– Lactase é muito cara no Brasil, mesmo a produzida por laboratórios de manipulação;

– Não havia conversado com meu gastroenterologista sobre o assunto.

No começo deste ano, perguntei para o médico sobre o uso da lactase. Ele repetiu algo que já havia falado comigo: “Você precisa saber qual é seu nível de intolerância para saber a quantidade de lactase que você vai usar”. E ainda não sei exatamente o quanto de lactose consigo suportar antes de passar mal.fundueAconteceu que a oportunidade caiu no meu colo. Fui ao aniversário de uma amiga. Era um jantar e a lactose estava presente no prato principal (risotos com queijo) e na sobremesa (fundue de chocolate com frutas). Porém, o pai da minha amiga tem Intolerância à Lactose há anos e por isso tem um estoque considerável de lactase em casa. Como a minha amiga já havia comentado com ele, ganhei dois comprimidos de lactase para tomar antes do jantar. Foi um sucesso! Comi o jantar, o fundue e até o bolo de aniversário sem passar mal. Meu comentário naquela noite é que estava me sentindo… Normal. E no fim daquela ainda ganhei um pote de Lactase com 60 cápsulas.

equateNo carnaval, que passei em casa, meu marido matou a minha vontade e comprou um pote de sorvete! Acho sorvete napolitano nunca me pareceu tão gostoso!

Mas semana passada aprendi que lactase não é a solução para tudo, principalmente quando não se conhece o nível da IL. A lactase sintética precisa de tempo para agir e funciona por um período determinado. Acontece que no sábado passado passamos a tarde e boa parte da noite na casa de um casal amigo nosso. E é um pouco complicado fazer a conta da hora de comer nessas condições. Aí errei o tempo e no final da noite já estava passando mal. No domingo ainda estava um pouco inchada. Na segunda-feira, um pouco indisposta. E na terça-feira, finalmente bem.

O resultado desta experiência: lactase é mesmo ótimo. Mas o ideal é ser utilizada em determinados momentos, como almoços e jantares fora de casa. É para matar aquela vontade de comer algo que a gente fica muito tempo sem comer. Mas é mais complicado de administrar quando você passa o dia todo fora comendo lactose.